quarta-feira, 20 de agosto de 2014

|Modelagem BIM| 02 COLABORAÇÃO / INTEGRAÇÃO

Autodesk Revit Architecture e a modelagem BIM em 9 conceitos:

2. COLABORAÇÃO / INTEGRAÇÃO


As ferramentas listadas abaixo devem ser utilizadas para a COLABORAÇÃO e INTEGRAÇÃO do seu modelo BIM no Autodesk Revit.

a. project sharing
syncronize with Central - relinquish all mine
Como o arquivo do Revit Architecture é único para cada projeto, a colaboração de vários profissionais em um único modelo é feita através de um gerenciamento das informações chamado, em Revit Architecture, de project sharing.
Pode-se salvar o modelo no arquivo local e no arquivo central (Syncronize with Central).
Worksets podem ser liberados utilizando a ferramenta Relinquish All Mine.


b. revit link
Insert Tab> Revit Link
Vincular os modelos do Revit (Inserir Link Revit) é necessário quando existem edifícios ou quando cada disciplina funciona em sua própria edição de um modelo de construção.


c. copy monitor
Collaborate Tab> Copy Monitor
Use a ferramenta Copiar/Monitorar para assegurar que as alterações no projeto são comunicadas entre as equipes e/ouarquivos links. Ou para utilizar instâncias de arquivos links.
Somente algumas categorias podem ser utilizadas com o Copy/Monitor: Levels, Grids, Columns, Walls, Floors.


d. interference check
Collaborate tab > Interference Check:
Possível verificar interferências entre categorias do modelo ou de links vinculados no modelo.


e. link CAD/ import CAD
Insert Tab> Link CAD
Insert Tab> Import CAD
É possível utilizar arquivos DWG existentes como bases ou para compatibilizar.
Link CAD: vinculado ao arquivo original, sendo possível atualizar qualquer alteração no DWG através de Manage Links.
Import CAD: arquivo DWG perde o vínculo com o arquivo original. Não sendo possível atualizar.


f. manage links
Insert Tab ou Manage Tab> Manage Links
Gerenciador de arquivos vinculados: é possível controlar os arquivos Links através Manage Links.



O trabalho colaborativo em Revit Architecture exige organização, planejamento e gerenciamento.


CONSULTORIA E TREINAMENTOS BIMREVIT

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Construtivo | Núcleo BIM

Como estratégia de negócios para fortificar o conceito BIM (Building Information Modeling) no mercado, o Construtivo, empresa especializada em soluções para a gestão de projetos de engenharia, estruturou um Núcleo de BIM exclusivo para a prestação de serviços desse processo, que envolve a criação e o gerenciamento de todas as informações de um projeto de um edifício durante seu ciclo de vida.


O Construtivo entende ser fundamental associar o serviço à oferta de tecnologia, pois só assim é possível oferecer uma solução realmente completa. Todas as vendas do sistema de colaboração são associadas a serviços que se iniciam na fase de implantação e seguem ao longo do contrato com o suporte, fomento e constante apoio ao cliente.

“Por ser uma tecnologia nova, existem muitas distorções na sua interpretação. O nosso objetivo é assegurar que as empresas absorvam os reais impactos positivos que o BIM proporciona, motivando a sua adoção e transformando o cenário atual na Engenharia e na Construção”, comenta Cláudia, sócia-diretora da Iniciativa BIM.

O principal desafio desta missão é iniciar uma etapa de conscientização do mercado em relação a uma nova forma de desenvolver os projetos, sedimentando um conceito inovador nas equipes, que passarão a enxergar benefícios palpáveis da tecnologia, mudando os processos dentro dos escritórios de engenharia e as relações entre os profissionais da construção. “Nos anos 90, participei ativamente da implantação da tecnologia CAD (Computer Aided Design) no Brasil, que transformou o cenário na época. Agora, o BIM surge para revolucionar, numa segunda etapa, a forma de se conceber o trabalho de Engenharia”, explica a executiva.


Sobre o Construtivo.com - O Construtivo, empresa de fornecimento de solução para gestão e processos (começo, meio e fim) para o mercado de Engenharia, com oferta 100% na nuvem e na modalidade de serviço (SaaS, do inglês Software as a Service), foi fundado em 1999 pelo Banco Santander espanhol iniciando suas atividades como prestador de serviços na área de tecnologia voltada à construção civil. Em 2004, a operação brasileira se tornou independente e hoje, a Construtivo.com conta com mais de 20.000 usuários, além de ser referência nacional pelo pioneirismo nas ofertas do modelo SaaS (do inglês Software as a Service) e no conceito nuvem para diversas áreas, tais como energia, transporte, administração pública, manutenção, entre outras.
Com cerca de 100 clientes ativos, entre eles CSN, Voith, Cyrela Sul, Direcional, Rodobens, Makro, UHE Belo Monte, Rumo, Schahin e Raízen, a Construtivo.com se tornou uma das principais empresas voltadas para o gerenciamento de processos com especialização em engenharia civil do país.

Fonte: www.brasilengenharia.com


BIM não é futuro, é presente!!!!

Consultoria e Treinamentos - Processo BIM AEC

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Pesquisa AU Online‏

A Comunidade de Usuários Autodesk preparou uma pesquisa para saber como os usuários Autodesk preferem aprender a usar um software.




Responda essa pesquisa e ajude-nos a melhorar o AU Online!!

Acesse...


domingo, 10 de agosto de 2014

AU Brasil 2014

Estão abertas as inscrições para o AU Brasil 2014!


O melhor encontro da indústria de projetos está ainda maior.
07 e 08 de Outubro de 2014 no WTC Convention Center, em São Paulo.

APRENDA. CONECTE-SE. EXPLORE. MAIS.
O mais importante encontro nacional de profissionais de design, projetos e engenharia ficou maior para atender as suas expectativas e necessidades.

Conheça as novidades do AU Brasil 2014:
• Mais conteúdo com Dicas e Truques: 20 novas sessões de aprendizado intensivo.
• Mais networking e visão de negócios na 2a edição do Autodesk BIM Leadership Forum.
• Mais possibilidades: 50 palestras com especialistas na sua indústria e keynote de Amar Hanspal, VP senior da Autodesk, sobre a nova revolução da indústria: transformações fundamentais na maneira de imaginar, projetar e produzir o mundo à nossa volta
• Mais capacitação: obtenha sua Certificação Profissional Autodesk em condições únicas.
• Mais parceiros: Área de Exposições com Parceiros de Indústria, Comunidade Autodesk, Education, Desenvolvedores.

Inscreva-se...

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Case | Praça Dongdaemun / Zaha Hadid Architects

O Dongdaemun Design Plaza (DDP) é o primeiro projeto público da Coreia do Sul a utilizar o Building Information Modelling (Plataforma BIM) e outras ferramentas digitais na sua construção. Em todo o processo de projeto, cada requisição de construção foi considerada como um conjunto de relações espaciais inter-relacionadas que irão definir as interações sociais e de comportamento da estrutura dentro e em torno do projeto. Essas relações se tornaram elementos guias do projeto, definindo como diferentes aspectos como organização espacial, necessidades programáticas e engenharia se unem e interagem uns com os outros.


Com softwares de modelamento de informações paramétricas e computação, nós fomos capazes de testar e adaptar continuamente o design ao pedido do cliente em constante evolução, assim como integrar requisitos de engenharia e construção. Essas tecnologias ajudaram a manter a inspiração original do projeto ao longo de sua construção. Além disso, também simplificou o processo de projeto arquitetônico e coordenação com os consultores. O processo de modelagem paramétrica não só melhorou a eficiência do fluxo de trabalho, mas também ajudou a tomar as mais informadas decisões de projeto no prazo bastante compacto; garantindo o sucesso da DDP em todo seu tempo de vida útil.

Na construção, os benefícios de se utilizar técnicas de modelagem paramétricas são aparentes. O modelo digital pôde ser refinado a qualquer hora ao longo do processo de projeto e construção para acomodar as condições adicionais de implantação, legislação local, requisitos de engenharia e controle de custos. A equipe foi capaz de ter um controle maior do projeto e dos detalhes, com precisão muito maior que o processo convencional de construção, dando ao cliente e a empreiteira um melhor entendimento e controle do projeto.








Arquitetos: Zaha Hadid Architects
Localização: 281 Euljiro-dong, Jung-gu, Seul, Coreia do Sul
Arquiteto Responsável: Zaha Hadid Architects
Desenho: Zaha Hadid & Patrik Schumacher

Fonte: Archdaily

sábado, 26 de julho de 2014

BIM – Implementação



Os objetivos da empresa com a implementação do BIM devem ser definidos considerando os seguintes aspectos:

- aonde a empresa quer chegar, qual a meta de utilização do BIM para a empresa;

- qual produto ela pretende entregar;

- para quais usos a empresa pretende utilizar o BIM;

- em quais projetos a empresa pretende utilizar o BIM;

- qual o prazo de implementação;

- qual diferencial o BIM pode trazer para a empresa.


Dificuldades:
- mudança de paradigma: rever processo de trabalho, antecipar decisões;
- investimento/infraestrutura: sw, hardware, consultoria, treinamentos, templates e bibliotecas;
- profissionais capacitados/capacitar – arquitetos e engenheiros;
- colaboração: eng. Estrutural, elétrica, hidráulica, ar-condicionado, caixilharia, etc.

Benefícios:
- modelo de informação gera vistas para documentação;
- a informação dos objetos estará em todas as vistas;
- apresentar e documentar o projeto de forma mais clara;
compatibilização;
- tabelas, quantitativos e memoriais compatibilizados com o modelo;
- estudos, apresentações e visualização mais rápida;
- revisão e atualização do modelo de forma mais precisa;


Passos da implementação:

1. Análise dos processos de desenvolvimento e entregas de projetos do escritório/ construtora; Metodologia de Implantação, Planejamento da Infraestrutura, Planejamento de Recursos Humanos e infra estrutura, Prazos, Equipe: papéis e matriz de responsabilidades.

2. Treinamento básico aos usuários;

3. Treinamento personalizado (avançado) aos usuários;

4. Consultoria e acompanhamento técnico – definição de procedimentos, levantamento de dados, definição de padrões internos do escritório de projeto (biliotecas, templates, nomenclatura, pastas), cartilhas e manuais, etc.


domingo, 20 de julho de 2014

Case | O Pavilhão [C]Space


O blog cspacepavilion.blogspot documenta o projeto, desenvolvimento e construção do pavilhão [C]Space e dá uma aula sobre arquitetura paramétrica e suas aplicações em conjunto com materiais de ponta e cálculos estruturais avançados.





Do Pavilhão Barcelona, projeto de Mies van der Rohe de 1929, para o Serpentine Gallery, com seus pavilhões projetados por arquitetos como Toyo Ito, Zaha Hadid e Rem Koolhaas, a produção de pavilhões tem sido a ponta da lança da experimentação arquitetônica. Por serem temporários e com requisitos funcionais mais soltos, pavilhões podem ser realizados como uma expressão pura da organização dos espaços e materiais. Mesmo não sendo caracterizados como grandes obras arquitetônicas, os pavilhões são uma plataforma vital para desafiar as práticas atuais e facilitar evoluções futuras.

Projetado por Alan Dempsey e Alvin Huang, e executado por estudantes como parte da celebração do décimo aniversário do laboratório de pesquisa de design da Architectural Association (AA London), o [C]Space DRL TEN é um desses projetos que levam as convenções arquitetônicas, a engenharia estrutural e a indústria de materiais para novos níveis. Uma construção que representa uma rara colaboração entre academia e indústria, o pavilhão uniu explorações digitais no projeto arquitetônico com cálculos estruturais avançados, baseados em análises não lineares e novíssimos processos de manufatura.


Fonte: imagens web

Contribuição deste post: Manuel Sá